JORGE MOTTA E MARIA ABREM AS PORTAS DA ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ PARA OS GEORGINENSES

junho 21, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade

Alunos do Município de Senador Georgino Avelino tiveram uma experiência única nesta terça-feira, foram convidados a conhecer a Escola Agrícola de Jundiaí, unidade acadêmica especializada em Ciências Agrárias da UFRN.

Trata-se de mais uma etapa do "Projeto Portas Abertas" desenvolvido por Jorge Motta e Professora Maria. O Projeto oferece aulas preparatórias para o ingresso na UFRN e concursos, realizadas sempre aos sábados na ABENRITA em Carnaúba, e que já prepara os jovens do município a cerca de um mês para o ingresso nos cursos técnicos da EAJ-UFRN, uma das melhores escolas agrícolas do Brasil.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza
 A UFRN oferece nesse edital vagas para os cursos técnicos em Agroindústria, Agropecuária e Aquicultura, todos com duração de 18 meses em regime integral. Os alunos aprovados podem ainda ser contemplados com bolsas de auxílio alimentação, auxílio moradia e auxílio transporte.
A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado
Na visita guiada por Jorge Motta os alunos do município visitaram os laboratórios do setor de agroindústria de laticínios, processamento de frutas e verduras, e controle de qualidade de alimentos; visitaram o setor de aquicultura e de agropecuária, conhecendo de perto as novas possibilidades de conhecimento e trabalho que o projeto possibilita.
A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre
O Portas abertas pretende transformar o município pela educação, "os conhecimentos técnicos adquiridos sendo aplicados em Georgino e Carnaúba irão gerar emprego e renda, fazendo crescer a economia e num ciclo virtuoso irão colocar nosso município numa condição bem melhor" afirmou Jorge Motta.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza
 O município de Georgino Avelino tem um potencial muito grande de produção agrícola, com abundância em água, solos férteis e proximidade da capital - não faltam opções para produção, falta sim conhecimento técnico, e isso será trazido ao município por esses jovens, que no futuro serão responsáveis por produzir camarão, ostra, peixes frutas e verduras, criação de animais, processamento do côco e frutas, produção de doces, geleias  e queijos, ou seja, uma infinidade de possibilidades.
A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas em pé e área interna
 "Estamos plantando uma semente que precisa ser cuidada com carinho, mas que no futuro vai produzir ótimos frutos", afirmou a vereadora Maria.
           
As matrículas serão realizadas na ABENRITA de 21 a 23 de junho das 08 às 12 da manhã, e os interessados devem levar número da identidade e CPF, comprovante de endereço, e escolher duas opções de cursos.

Image and video hosting by TinyPic

You Might Also Like

0 comentários

NOSSA PÁGINA

Formulário de contato