Natal tem protesto a favor da vaquejada

outubro 11, 2016Senador Georgino Avelino Minha Cidade

Contrários à proibição da vaquejada, manifestantes querem apoio de políticos do estado (Foto: Sílvio Eduardo)
Um grupo protestou contra a proibição da vaquejada na manhã desta terça-feira (11) em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, em Natal. Segundo a Polícia Militar, 300 pessoas participaram do ato. Já a organização do evento, estima que 3 mil estiveram no local. Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a regulamentação da prática no estado do Ceará.
Organizado pela Associação dos Vaqueiros Amadores do Rio Grande do Norte (Assovarn), o ato tem o apoio de outros segmentos ligados ao homem do campo e que também temem pela proibição no estado. “Nosso movimento é pacífico e ordeiro. Queremos sensibilizar a nossa classe política para que se una à gente. Estamos lutando pelo futuro de 50 mil pessoas que vivem direta ou indiretamente da vaquejada aqui no estado”, disse Paulo Saldanha, presidente da Assovarn.
A vaquejada é uma tradição cultural nordestina na qual um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros montados a cavalo tentam derrubá-lo dentro de uma área estabelecida e marcada por cal. Segundo as regras do esporte, a derrubada só é considerada válida se o boi cair, ficar com as 4 patas para cima e se estiver na área delimitada. Dependendo do local da queda, pontos são somados ou não a dupla.
Em Caicó, na região Seridó do estado, vaqueiros também protestaram. A cavalo, dezenas saíram às ruas da cidade (veja vídeo acima).
A derrubada da lei que regulamentava a vaquejada no Ceará aconteceu na última quinta-feira (6), após o Supremo reconhecer como prática que viabiliza sofrimento aos animais. A decisão vigora para todo o país e os organizadores estarão sujeitos à punição por crime.
Do G1/RN

Image and video hosting by TinyPic

You Might Also Like

0 comentários

NOSSA PÁGINA

Formulário de contato