Chapecoense abre portões da Arena Condá para familiares de atletas

novembro 29, 2016Senador Georgino Avelino Minha Cidade

Torcedores apreensivos se reúnem no entorno da Arena Condá, casa da Chapecoense, em Chapecó (SC), à espera de informações (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Com a comoção de centenas de torcedores e familiares da delegação da Chapecoense a bordo do avião que caiu na Colômbia na madrugada desta terça-feira (29), o clube abriu os portões da Arena Condá em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, no fim desta manhã. Diante do estádio, os torcedores fizeram uma oração pelas vítimas

Segundo as autoridades colombianas, a aeronave levaria 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes. No entanto a lista inclui quatro que não embarcaram e estão vivos. Não há confirmação se outras pessoas embarcaram no lugar deles.
Parentes de dirigentes do clube e moradores da cidade se reuniram nos arredores do estádio para aguardar notícias e fazer orações pelos atletas.
A família do presidente da associação dos clubes de Santa Catarina, Sandro Pallaoro, aparece nas imagens exibidas pelo Jornal do Almoço muito abalada com a tragédia (veja vídeo).

Os dois vestiários da Chapecoense foram colocados à disposição dos parentes das vítimas do acidente. Além disso, algumas salas da sede da Associação Catarinense de Futebol foram abertas para oferecer conforto às pessoas enquanto esperam informações.
Familiares de ex-dirigentes do clube convidados a viajar com a delegação também estavam no local. Alguns torcedores formaram um círculo em frente à sede do clube e rezaram um Pai Nosso. Depois, eles aplaudiram a delegação que estava no voo e se acidentou.
Luto oficial

A prefeitura de Chapecó decretou luto oficial de 30 dias. As aulas da rede municipal estão suspensas por dois dias. Também fica facultativo o trabalho em repartições públicas entre esta terça (29) e quarta-feira (30). Além disso, a prefeitura também suspendeu todos os eventos festivos públicos relacionados ao Natal e Ano Novo na cidade.

Ainda em nota, a prefeitura de Chapecó manifestou "profunda preocupação com o lamentável ocorrido, solidariza-se com todos os envolvidos e aguarda novas informações".
O presidente Michel Temer também decretou luto de três dias.
Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, o decreto de luto oficial é "simbólico" e não tem efeito prático nas atividades do governo federal.
Em nota oficial, o chefe do Executivo lamentou o acidente aéreo e ofereceu assistência do governo federal aos familiares das vítimas. Ele determinou que a Aeronáutica "disponibilize aeronaves para as famílias e para o translado das vítimas".

Do G1 SC

Image and video hosting by TinyPic

You Might Also Like

0 comentários

NOSSA PÁGINA

Formulário de contato