featured

EMPRESÁRIO QUE MORREU COM TEORI ERA SÓCIO DO BTG PACTUAL, INVESTIGADO NA LAVA JATO

janeiro 20, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade

Empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, dono do Hotel Emiliano e que morreu junto com o ministro Teori Zavascki na queda do avião em Paraty, era sócio do Banco BTG Pactual, cujo ex-presidente André Esteves figura entre os investigados da operação Lava Jato; segundo o jornalista Alceu Castilho, do blog Outras Palavras, a Forte Mar Empreendimentos e Participações, uma das empresas de Filgueiras, tem 90% de seu capital social em nome do Development Fund Warehouse, um fundo de investimentos do BTG; em dezembro de 2015, Teori Zavascki revogou prisão de Esteves, enviando-o à prisão domiciliar; em abril de 2016, revogou a prisão domiciliar

247 - O empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, dono do Hotel Emiliano e que morreu junto com o ministro Teori Zavascki no acidente de avião no litoral de Paraty, era sócio do Banco BTG Pactual, cujo ex-presidente André Esteves figura entre os investigados da operação Lava Jato. 
Segundo o jornalista Alceu Castilho, do blog Outras Palavras, a Forte Mar Empreendimentos e Participações, uma das empresas de Filgueiras, tem 90% de seu capital social em nome do Development Fund Warehouse, um fundo de investimentos do BTG Pactual.
"Filgueiras era o diretor da Forte Mar Empreendimentos. Uma das pessoas físicas que aparecem como sócios da empresa é Carlos Daniel Rizzo da Fonseca, ex-presidente do Conselho de Administração do BTG Pactual, sócio de 23 empresas (entre elas o próprio BTG) e atual presidente do Conselho de Administração – ele foi eleito em abril – da Brasil Pharma, o braço farmacêutico do BTG", diz o jornalista.
O ministro Teori Zavascki julgou no STF casos relativos ao BTG. Em dezembro de 2015, revogou prisão de Esteves, enviando-o à prisão domiciliar. Em abril de 2016, revogou a prisão domiciliar. O banqueiro é acusado de pagamento de propina à família de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, para tentar obstruir a Lava-Jato. Outros acusados no mesmo caso, como o senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), ainda estão presos. Zavascki também tirou da Lava-Jato um inquérito que apurava ligação do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) com o BTG.
Leia a íntegra da reportagem no blog Outras Palavras. 

Image and video hosting by TinyPic

You Might Also Like

0 comentários

NOSSA PÁGINA

Formulário de contato