featured

FILHO DE TEORI: TORÇO PARA QUE TENHA SIDO ACIDENTE

janeiro 20, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade

O filho do ministro Teori Zavascki, Francisco Prehn Zavascki, se manifestou nesta quinta-feira, 20, sobre as causas da queda do avião no litoral de Paraty (RJ) que resultou na morte do ministro relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal; em entrevista à Rádio Estadão, Francisco disse que "torce para ter sido um acidente"; "É preciso saber se foi acidente ou não. Torço para que tenha sido um acidente, seria muito ruim para o país ter um ministro do STF assassinado", afirmou

247 - O filho do ministro Teori Zavascki, Francisco Prehn Zavascki, se manifestou nesta quinta-feira, 20, sobre as causas da queda do avião no litoral de Paraty (RJ) que resultou na morte do ministro relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. 

Em entrevista à Rádio Estadão, Francisco disse que é preciso "investigar a fundo e saber se foi acidente ou não, que a verdade venha à tona seja ela qual for". "Torço para que tenha sido um acidente, seria muito ruim para o país ter um ministro do STF assassinado", afirmou.

Segundo Francisco Zavascki, que é advogado, disse também que está em contato com autoridades para acompanhar os desdobramentos das investigações. O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) já comunicaram que abriram processos para apurar as causas do acidente.

Francisco Zavascki disse que o pai estava bastante concentrado na homologação das colaborações premiadas de executivos e ex-executivos da Odebrecht, o que estava programado para ocorrer em fevereiro. "Ele tinha perfeita noção do impacto que tem no País e que isso poderia realmente fazer o País ser passado a limpo."

Relator da Lava Jato na Corte, o ministro era o responsável por conduzir os desdobramentos da maior investigação de combate à corrupção no País que envolvem autoridades com foro privilegiado.

Teori estava empenhado, nos últimos meses, na análise da delação premiada dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, o mais importante acordo celebrado pela operação até aqui e que aguarda homologação.

O chefe da Delegacia de Polícia Federal de Angra dos Reis, Adriano Soares, abriu inquérito para investigar as circunstâncias do acidente aéreo. Uma equipe de Brasília já está se deslocando para o Rio de Janeiro. O grupo é formado por um delegado, peritos e papiloscopistas para atuarem em conjunto em Paraty.

O velório do corpo do ministro do STF vai ser realizado na sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. Data e horário ainda não estão definidos.


Image and video hosting by TinyPic

You Might Also Like

0 comentários

Contatos:
(084) 99212 - 7306
marconeptgeorgino@hotmail.com
Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Informações 24/7